Kitut é glam, meu bem!

07.09
2011

Já faz um tempinho que Brenda Ramos, coleguinha jornalista, me desafiou a trazer esta iguaria para o Pimenta e Cominho.

Desafio mesmo porque, confesso, desde criança sempre tive um certo medo do tal fiambre que a gente se acostumou a chamar pela marca: Kitut.

Mas, também, não é pra menos. Um rótulo que fala em “carne mecanicamente separada de bovinos, 11% de gorduras saturadas e 16% de sódio” não é pra fazer a criatura sair correndo do mercado?

Mas eu rezei uma Ave-Maria e segui adiante porque não sou mulher de nhenhenhém. Tratei foi de pensar num modo de conferir certa dignidade à iguaria, já sentindo que ela ia virar recheio.

Massa folhada? Massa! Foi ela mesma que eu botei no carrinho junto com a latinha dos meus pesadelos infantis. Seu destino era ser strudel.

Para suavizar e deixar tudo cremosinho, fui de cream cheese. E como sou abusada mesmo meti-lhe umas lascas de queijo gruyère porque tudo nessa vida merece um toque de glamour, né não?

Só digo uma coisa: não é que o diabo ficou gostoso?

Minha única bronca mesmo foi não ter conseguido abrir a lata com aquela chavinha meiga que vem junto. Melda!

E fico devendo explicações a outra coleguinha jornalista, Mariana Paiva, que me intimou a esclarecer a diferença entre fiambre e viandada. Mari, gata, não consegui apurar em detalhes, mas desconfio que a árvore genealógica é a mesma.

Separe

1 lata de Kitut

1 lâmina de massa folhada

150 g de cream cheese

100 g de queijo gruyère

1 ovo para pincelar

Manteiga para untar

Gergelim para decorar

Prepare

Abra a massa em cima de uma bancada, mesa ou pia, desenrolando delicadamente. Não se desfaça do plástico que embala porque ele vai te ajudar a dar forma ao strudel . Ponha o recheio no centro da massa, deixando uma margem de mais ou menos dois dedos nas laterais e de uns dez centímetros acima e abaixo. Coloquei nesta ordem: fiambre, cream cheese e gruyère. Dobre primeiro as laterais sobre o recheio, depois as partes maiores, formando um travesseirinho. Se quiser, faça cortes superficiais com uma faca amolada. Pincele com um ovo e espalhe um pouco de gergelim branco por cima. Em forno pré-aquecido, deixe assar por cerca de 50 minutos ou até que fique douradinho.

 

4 Colheradas em “Kitut é glam, meu bem!”

  1. Pedro Fernandes (@_pedrofernandes) disse:

    Dani, admiro a coraji!

  2. Hieros disse:

    Nossa, que belezura isso. Agora tem algo no recheio meio avermelhado, o que é? parece presunto (urgh). rs

  3. Daniela Castro disse:

    Apois, Pedro! Num tô dizendo que precisei rezar uma Ave-Maria?!

  4. Daniela Castro disse:

    Hieros, meu nêgo! O negócio avermelhado é o próprio Kitut, sacou?

Sua colherada